Archive for Março, 2011

h1

Café da manhã Black Sheep

Março 24, 2011

Foi a segunda quarta-feira de todas as próximas que Brígida, Carol, Kayo e Edson acordaram um pouco mais cedo que de costume e saíram no carro um pouco depois do sol nascer para rodar a cidade atrás de pessoas que precisavam tomar café da manhã. Nessa segunda vez contamos também com a ajuda do Fernando para distribuir tudo, e foi muito divertido e gratificante.

Com “olhos de águia”, procuramos pessoas desabrigadas pelas ruas e praças, e então descíamos do carro e oferecíamos comida. Quando encontramos crianças, elas ganharam leite achocolatado e pelúcias.

Foi impagável ver todo aquele pessoal sorrindo para a gente, nos agradecendo e desejando ótimos dias, e igualmente gratificante ver no sorriso sincero deles que estávamos oferecendo um ótimo começo de dia a eles também.

Muito obrigado mais uma vez a todos que estão apoiando nosso grupo da forma que podem: graças a vocês estamos pouco a pouco criando mais e mais ótimos dias por aí.

“A solidariedade é contagiosa. Contagie e se deixe contagiar…”

Carlos Henrique Cadinha

h1

Resumo

Março 23, 2011

Caramba, não escrevemos aqui desde junho do ano passado! Tantas coisas aconteceram nesse meio tempo, tantas mudanças.

Fizemos o dia das crianças de 2010. Foi ótimo.

Edson alegrando a criançada

Compramos os presentes – bolas, caminhões, kit de bonecas, flautas, kit fazenda e tals.

Além de um desses presentes, as crianças também ganharam sacos repletos de doces de todas as qualidades.

Tivemos a ajuda de Rafaela, além dos integrantes costumeiros, para embrulhar os presentes.

No carro, Edson e Brígida foram na frente. Atrás houve uma superlotação com Kayo, Filipe, Carol e Luiza. Todos usando chapéus e toucas para celebrar a data  – o mais engra

çado foi o Edson com seu chapéu do Brasil.

O natal também foi muito mágico.

Fomos todos comprar os presentes. Algumas novidades – pequenos quadros negros, livros de pintar com giz de cera, celulares e bonecos. Além dos habituais caminhões, bolas, flautas…

Além disso, como já de costume, cada criança ganhou um saquinho com doces.

A novidade foi a embalagem dos presentes: feitas de tnt. Cortadas e costuradas por Carol, Mariana e Vó Lena. Já que as embalagens de plástico são muito nocivas para o meio ambiente, pensamos que uma feita de pano pode ajudar a diminuir a poluição, além de serem reutilizadas.

E para completar a fofura, um cartão da Black sheep com ovelhinhas de gorro.

 

No carro foi super superlotação. Edson e Mariana na frente. Carol, Brigida, Kayo e Filipe atrás. Ainda acho que o carro é mágico. Todos usavam gorro de natal.

E no começo desse ano, doamos vários kits escolares – cadernos e estojos contendo todos os instrumentos necessários para a criança durante o ano letivo.


Muito obrigado a todos vocês que colaboraram e estão colaborando com o nosso trabalho até agora, pois é graças a vocês que estamos levando alegria a essas crianças. A nossa Páscoa está chegando com muitas idéias. Vai ser muito bom!

“Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre.”

Charles Chaplin

h1

Nosso futuro

Março 23, 2011

Começando a atualização do blog, eis um texto escrito por nossa amiga, Rafaela (vulgo Inhame). Ela escreveu faz algum tempo. Espero que gostem.

 

“Todos aqui reunidos”, eles disseram,
“Rezemos nessa noite por nossas crianças.”
Disseram: “Rezemos por elas,
pois elas são o nosso futuro.”

O nosso futuro
está andando na rua,
de pés descalços,
está estendendo as mãos,
pequenas, cheias de calos,
para cada um que passa,
pedindo por coisas que nunca conheceu,
está enfrentando o sol, a chuva,
está dormindo com frio,
deitado em bancos e calçadas.

O nosso futuro está chorando
até que não haja mais lágrimas.
Está entregando tudo que possui
– o nada que é muito e demais –
em troca de um prato de comida.
Nosso futuro está ouvindo todo dia
que o mundo não tem espaço,
para mais um par de braços magros,
um par de pernas cansadas,
e outra boca faminta.

Nosso futuro
está tão esquecido que se tornou mera paisagem.
Nosso futuro parece não acreditar em nada,
porque não sabe bem em quem mais pode acreditar.
Nosso futuro está sozinho.
Nós o deixamos ficar.
Então antes de rezar
olhe nos olhos de uma dessas crianças
porque é mais do que ela mesma imagina.
Me diga porque você não pode amá-la.

 

“Pelas roupas rasgadas mostram-se os vícios menores; as vestes de cerimônia e as peles escondem todos eles.”

William Shakespeare